PALAVRA DO PRESIDENTE

0
293

SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO DISTRITO FEDERAL, 20 ANOS DE LUTAS PELA NOSSA PROFISSÃO

Nossa história começou em tempos difíceis, em 1988, com um grupo corajoso de médicos veterinários que lutaram incansavelmente para fundar o Sindicato dos Médicos Veterinários do Distrito Federal. O SINDVET-DF foi constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria profissional dos Médicos Veterinários com base territorial no Distrito Federal, conforme estabelecido pela legislação em vigor.

O primeiro presidente da entidade foi Dr. Mardoqueu Gomes De Carvalho, que conduziu o sindicato até ser nomeado Secretário de Agricultura do Distrito Federal. Atualmente, o Sindicato é presidido por mim, Claudio Vanisio Cardoso Pedra, pelo vice-presidente, Dr. Michel York da Silva e por toda uma diretoria de profissionais capacitados e engajados com a qualidade profissional dos Médicos Veterinários do DF.

O objetivo da entidade é promover o exercício da Ética e da Cidadania à profissão, pugnar pela ação conjunta e harmoniosa entre as entidades representativas da Medicina Veterinária e lutar pela valorização dos profissionais diante de um mercado de trabalho cada vez mais competitivo.

Nossas atividades tem como princípio fundamental o apoio à classe, principalmente quanto aos seus direitos trabalhistas e prerrogativas profissionais que foram duramente conquistadas ao longo dos anos.

Nosso compromisso com o associado é criar e gerir políticas públicas de desenvolvimento o profissional junto à sociedade brasileira.

Como Entidade Sindical legalmente reconhecida, o SINDVET-DF, tem por sua principal responsabilidade, a representação dos Médicos Veterinários do DF perante as autoridades administrativas e judiciárias. O nosso interesse é sempre pela em defesa dos interesses gerais da respectiva categoria profissional ou nos interesses individuais de seus associados, no que diz respeito à atividade exercida e às suas prerrogativas e direitos profissionais.

 EM 2018, A NOSSA REPRESENTAÇÃO SINDICAL COMPLETA 20 ANOS DE EXISTÊNCIA.

Temos muito motivos para celebrar, mas admitimos que há muito a que fazer para mudar nossa realidade atual. O médico veterinário no Distrito Federal passa por dificuldades escandalosas em sua profissão e muitos são os que tentam esconder tais fragilidades. Não é escuro a ninguém a exploração e os desrespeitos sofridos no ambiente de trabalho. Patrões dependem de responsáveis técnicos para funcionar e atender o que a legislação determina, mas submete os profissionais a situações abusivas e perversas, ofertando salários muito aquém do que deveriam pagar.

Os que contratam, obrigam o profissional de veterinária a abrir uma empresa, onde eles, patrões, efetuam os pagamentos no CNPJ desse veterinário contratado e, assim sendo, burlam a CLT, fugindo da obrigação trabalhista que o obriga a pagar encargos do profissional.

Os médicos veterinários foram levados ao sacrifício e a obrigação de defesa dessa categoria sofrida, não foi levada a sério por alguns. Percebemos isso quando olhamos e avaliamos esses 20 anos de existência.

Hoje, como Presidente do SINDVET/DF, sinto na pele todas as dificuldades enfrentadas pela entidade, no entanto, me firmo na obrigação de permanecer de pé e com a cabeça erguida, enfrentando as dificuldades com coragem, sustentado pela mão divina do nosso Deus, e crendo que muito em breve viveremos um período de união.

 

A UNIÃO FAZ A FORÇA!

Sabemos que há para ser feito e, por isso, convoco todos os médicos veterinários a se unirem em prol da defesa da nossa profissão. Certamente haverá um período de trabalho duro para conquistar o espaço que merecemos, mas certamente vamos alcançar. Tenho certeza que com a união de forças, muito em breve seremos CORPORATIVISTAS genuínos, DEFENSORES da nosso profissão tão amada e caminharemos rumo à valorização da nossa categoria.

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

Infelizmente, durante todos esses anos, desde a sua criação do SINDVET/DF, não era emitido guias de contribuição sindical. E, em 2017, quando foi realizado pela primeira vez a emissão da guia, tivemos menos de 10% dos profissionais contribuindo para o exercício.

Aos que tem esse compromisso com a profissão, informo que há duas maneiras para colaborar com o crescimento do Sindvet. A primeira delas é a contribuição sindical, que apesar da brecha jurídica que a reforma trabalhista deixou no que diz respeito a obrigatoriedade do imposto, é sabido que a função primordial dos sindicatos é priorizar a mediação dos conflitos coletivos. Sem a representação legal e a participação efetiva dos médicos veterinários, certamente haverá uma regressão civilizatória, aumentando o desequilíbrio entre o trabalho e o capital.

A segunda maneira é a contribuição associativa, a qual o médico veterinário faz ao se sindicalizar. É importante que você conheça o seu sindicato. Sem a atuação dele, a manutenção e custeio de suas atividades próprias na defesa coletiva da classe resultará na perda da representação legítima para a defesa dos direitos conquistados até então. A inexistência de uma entidade sindical forte deixará a classe à deriva e sob o constante ataque às suas prerrogativas e direitos. A partir daí, deixa de existir a paridade entre o profissional liberal médico veterinário e aqueles que exploram as suas forças de trabalho.

E ISSO NÓS NÃO ACEITAMOS!

 

Por isso o SindVet DF tem fortalecido suas lutas por:

Uma ação de inconstitucionalidade contra a Lei das câmeras e uma Lei que a substitua;

A inserção do Médico Veterinário na Equipe do Saúde da Família;

A criação na carreira de Policial Civil do Distrito Federal, o Perito Criminal e Legista médico veterinário;

O funcionamento do Hospital Público Veterinário, não com as OSs e sim, através de concurso público para profissionais de saúde animal, incluindo médicos veterinários e auxiliares de veterinária;

A construção de dois hospitais público veterinários, um para a saída Norte e um para saída Sul da capital;

Criação de uma Secretaria de Saúde e Bem Estar Animal;

Concurso Público para aproximadamente quatrocentos (400), médicos Veterinários, distribuídos nos Hospitais Públicos, Secretarias de Estados e administrações Regionais, afim de desenvolverem políticas públicas que atendam essa antiga, porém, nova realidade, de aumento populacional de animais de rua e nas residências da população do Distrito Federal;

A Intervenção junto a Câmara dos Deputados, com o intuito de não permitir que atribuições de médicos veterinários passem a ser da competência dos profissionais de zootecnia;

 

E continuamente com a prestação de assistência sindical, jurídica, junto à justiça do trabalho, a vários médicos veterinários do Distrito Federal.

 

 

Para que essa luta continue, necessitamos de esforços conjuntos de toda a categoria. Apoie seu Sindicato! Participe. Seja membro integrante de um movimento que pode mudar a sua profissão.

 

Um abraço fraterno,

Claudio Vanisio Cardoso Pedra

Presidente do SINDVET/DF

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here